terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Gratidão

Tenho me sentido muito grata. Quando vejo os meus filhos  interagirem um com o outro, sinto-me grata porque não preciso de mais nada, só isto. Esta felicidade que me enche o coração. Não consigo deixar de sorrir com um ar meio totó quando os vejo de manhã deitados na minha cama a rirem um para o outro. Quando o Diogo faz carinhos à irmã e tenta fazê-la rir. 

Já passaram quase três meses desde que a Carolina entrou nas nossas vidas, dá para acreditar? Pesa 5 kilos e meio e já tenho um monte de roupa que não serve (fica sempre aquela nostalgia não é?). 
Apesar do pediatra ter dito para experimentar dar-lhe leite adaptado para ela dormir sem acordar desisti dessa ideia. Ela não tem fome, o peso está excelente. Adora a maminha e o quentinho da mamã. Dá mais trabalho? Claro que dá. Acordar muitas vezes durante a noite não é nada fácil... mas vale apena. Mentalizo que é o melhor para a saúde dela. Não acho correcto encher um bebe de LA contra a sua vontade para que ele durma profundamente. E será que dá mesmo resultado?... conheço tantos que acordam na mesma. Acho que será antes a falta da mãe, ou os pequenos barulhos no silêncio da noite que a faz despertar do sono leve. Faz parte. Ser mãe é isto também. 

Estou muito mais relaxada agora. Com o primeiro filho vivia preocupada. Porque não dorme? Porque não faz coco? Terá gases? Porque chora tanto? E se calhar chorava tanto porque eu própria stressava. Penso muitas vezes nisso. Não vale apena stressar, o tempo passa muito rápido. E amanha ela já vai andar por aí a correr.

(Lembrei-me agora da publicidade do Continente que passa na televisão, adoro!)
 




5 comentários:

  1. Que carinha laroca!!! =) Ainda bem que têm esse relacionamento tão bom!!
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. Oh meu amor, nao imaginas o que me alegra saber dessa tua serenidade! acho que nunca te vi tao plena! A Carolina esta linda <3 beijinhos bem grandes!

    ResponderEliminar
  3. Deve ser mesmo uma enorme alegria ver os dois irmãos juntos a interagirem e a trocar sorrisos :)
    A Carolina é um amor, tão linda!

    Viver a Viajar

    ResponderEliminar
  4. Acredito que num segundo filho, não haja tanto stress como no primeiro. E nada como ter um irmão por perto, é um crescimento diferente e uma experiência que só lhes faz bem.

    ResponderEliminar